Blogger Widgets Blogger Widgets

quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

Porque o alagamento das três pequenas usinas é só de três alqueires? Como se pode produzir energia com tão pouca área alagada?

Eng. Eletricista Ivo Pugnaloni*


PCH Km 19
Muita coisa tem sido dita sobre o Vale do Rio dos Patos. Muitas delas estão infelizmente longe de corresponder à verdade. E parecem mais com contos de terror e de ficção científica.

Uma das mais frequentes inverdades difundidas é que as pequenas usinas da ENERBIOS iriam “alagar tudo” e acabar com a vista dos Saltos do Sete, Salto do “Mijo” e tantos outros.

A verdade é muito diferente disso. 

Basta verificar nos Estudos Ambientais, que estão à disposição dos interessados, nas Prefeituras de Prudentópolis, Ivaí e Guamiranga e no Lavacar Pontarolo, para verificar que apesar de gerarem 20 MW no total, as barragens das três usinas tem altura menor do que 11 metros. 

Essa é uma tecnologia relativamente nova, diferente das grandes usinas, que permitiu que a área total alagada fosse de apenas 3,4 alqueires. 

Ela, em poucas palavras, resume-se em, ao invés de produzir queda com grandes barragens e grandes alagamentos, gerar a queda através da construção de canal de adução mais longo, correndo praticamente no mesmo nível da barragem, enquanto o rio no fundo do vale, vai descendo levemente, mesmo sem ter grandes quedas e cachoeiras.

Não correspondem à verdade portanto, visões exageradas que tem circulado nos últimos anos na cidade.

Essas visões além de catastróficas e inverídicas procuram apenas confundir a opinião pública, apesar de basearem-se é verdade, na imprudente tentativa de uma empresa ( que nada tem a ver com a ENERBIOS ou com o rio dos Patos) aproveitar o Salto São João para construir uma PCH há dez anos atrás.

Naquele tempo, foi absolutamente razoável e sensato que a população de Prudentópolis, suas entidades representativas e autoridades terem se oposto a essa tentativa, completamente irracional.

Mas hoje, apenas condenar, todas as hidrelétricas, como se todas fossem a mesma coisa, não parece razoável. 

E distorcer a verdade, apenas para ganhar apoio fácil dos menos avisados, muito menos.

PCH Km 10
PCH Km 14

PCH Km 19

Na imagem, vista em perspectiva das três barragens, com escada para peixe, mostrando suas alturas, todas inferiores a 10 metros. 

Ajude a difundir informações corretas pela internet, aumentando sua credibilidade e utilidade. Envie a seus amigos esta notícia.

8 comentários:

  1. Falam que essas mini-usinas vão acabar com o turismo mas o pessoal aqui de Prudentópolis quando quer fazer turismo, vai para Nova Laranjeiras, Candói e Pinhão para aproveitar os alagados das grandes usinas de lá. Muitos dos que falam mal da construção de pequenas usinas aqui, tem casas enormes na beira do alagado onde rolam festas muito doidas com as primas de Guarapuava e regiões.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É muito diferente, não se pode comparar pequenas pchs com grandes hidrelétricas. Fala isso porque não conhece o canion, não conhece as belezas naturais que tem lá. Poucos empregos e muita destruição. Esse é o legado das Pchs.

      Excluir
  2. Eu sou contra essas hidroelétricas porque acho que o mundo está se acabando por causa de tanta represamento de agua. O homem está atacando a natureza. O lampião com óleo de baleia e querosene podia voltar porque não? seria muito bom para iluminação e aí também naõ passava tanta novela com tanto homosexualimos na tv. Isso está uma vergonha!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ha,ha,ha sr.Luis Carlos, que piada!! Então vamos voltar para o tempo das cavernas!!! Mas energia não serve só para ligar a TV, serve para manter os aparelhos dos hospitais ligados, serve para iluminar sala de aula e serve para a fábrica funcionar. A gente precisa de eletricidade para tudo, por isso hidroeletrica é importante, gera energia e não polui

      Excluir
    2. Quem não quer usinas elétricas tinha que ir morar no mato, lá no fundo da barroca e viver lá sem energia. São uns redículos queria ver essa turma passar um dia só sem tevê, sem celular e sem energia no seu computador. Essa turma só querem prejudicar o agricultor com essa bobajada de ambiente para depois comprar a terra dele bem baratinho. Tudo uns nó cego.

      Excluir
    3. Duvido que o Luis Carlos tenha lampião em casa. Se tá no computador é porque usa a luz. Quer usar luz elétrica,mas não sabe que a energia tem que vir da usina, acha que a luz vem do fio do poste!!!

      Excluir
    4. Tem gente que nem, o Luiz Carlos que só quer aparecer. Ficam vendo muita novela das oito e daí querem fazer igual aos mocinhos ecologistas da "GLOBO".. Vai trabalhar na roça pra aprender ...

      Excluir
  3. Falam muita bobagem e contra tudo que for novo, aqui na nossa terrinha. Sempre foi assim. É só aparecer alguém com alguma coisa nova, alguma indústria que já começa a mesma turminha bem conhecida, que é sempre “do contra”. Foi assim com a Sadia, com a Eazaki, com o Mufato, que não aguentaram a pressão da turma ( ou será que foi a mordida?) e foram embora para S Paulo, p/irati etc.

    ResponderExcluir