Blogger Widgets Blogger Widgets

terça-feira, 5 de maio de 2015

Lagos de usinas elétricas prejudicam o Turismo? Ou favorecem?


O Lago de Brasília completou 55 anos do inicio seu enchimento no dia 21 de abril, junto com a Capital da Republica.

Muitas comemorações foram realizadas em suas margens, lembrando a transformação do reservatório da pequena usina elétrica do rio Paranoá na mais importante atração turística da capital do país.


Uma reportagem especial da TV Globo, no programa Bom Dia Brasil, mostrou que ao contrário do que ainda dizem alguns, o reservatório das usinas elétricas pode ser um importante estímulo para a indústria do turismo crescer em pouco tempo.

 Em primeiro lugar por permitir a prática de muitos esportes náuticos como a vela, canoagem, rafting, natação, wind surf, remo, entre outros.

Em segundo lugar por que suas áreas de preservação permanente, as APPs, podem ser usadas para a construção de parques municipais, com instalações de churrasqueiras, sanitários, trilhas, pistas para ciclismo, museus, auditórios. Além é claro de constituírem-se em locais especializados no plantio e produção de mudas de flora nativa.







O vídeo do Bom Dia Brasil está no link aqui.

Veja o importante depoimento do Secretário de Meio Ambiente de Brasília falando sobre o lago e sobre a geração de renda com o Turismo e com energia.

Veja os usuários falando sobre o lago.

É de pensar: será que hidrelétricas atrapalham o turismo ou ao contrário, o favorecem tremendamente?


No Brasil existem centenas de hidrelétricas com excelente aproveitamento turístico do reservatório não apenas para o turismo, mas para a piscicultura, outra forma muito lucrativa de aproveitar toda aquela água.

É claro que isso não é uma regra geral.


Há reservatórios onde nem as prefeituras nem os empresários se preocuparam com esse “detalhe”. E não fazem nada. O reservatório fica lá só gerando energia e mais nada.


Mas para a ENERBIOS isso não é assim.

Não é à toa que o nome de nossa empresa é ENER ---BIOS.


“Bios” em grego significa VIDA.


Sabemos que para as prefeituras de Guamiranga, Ivaí e Prudentópolis, o turismo e a piscicultura são atividades que devem ser incentivadas com medidas concretas, para que se expandam para outros proprietários com investimentos e com boa vontade e receptividade às empresas que quiserem aplicar seus recursos na região.


E estamos prontos a ajudar.


Veja o vídeo.



Em breve vamos postar outros, com mais exemplos de como os reservatórios de agua doce, se bem projetados, podem ser aproveitados para expandir grandemente as atividades turísticas.


Conheça algumas atividades comerciais aproveitando reservatórios:


São tantos exemplos que existem, mas poderíamos citar: 
1-Pousadas rurais para o dia ou pernoite;
2-Café colonial; 
3- Aluguel de Chalés; 
4- Aluguel de canoas e pedalinhos; 
5- Pesque-pague; 
6- Parques aquáticos com piscina térmica com aquecimento solar; 
7- Tobogã de agua corrente; 
8- Tirolesa; 
9- Passeios com Guias Especializados; 
10-Cavalgadas; 
11-Venda de Souvenirs; 
12- Lanchonetes e Bares; 
13- Restaurantes; 
14- Locais para alugar para eventos, casamentos, aniversários; 
15- Mini-Fazenda com animais domésticos e exóticos; 
16- Hortas e pomares educativos; 
17- Áreas para Camping; 
18- Cursos de Educação Ambiental; 
19- Museus; 
20- Escaladas Guiadas; 
21- Mirantes;

Se você tem interesse em qualquer destas atividades envie um email para ivo@enerbios.com.br e vamos conversar sobre uma parceria com nossa empresa!
Acompanhe nosso site e saiba mais sobre Turismo e Piscicultura em reservatórios!

Prometemos atualizar com novidades diariamente!

Fonte: da redação

Nenhum comentário:

Postar um comentário